19 de out de 2010

.-.

Não há só coisas boas.. eu é quem não reparo no ruim.
Só que uma hora eu vacilo e dou ênfase ao que não me faz bem.
Isso que dá fingir que não ligo pra isso ou aquilo.
Alguns defeitos me incomodam. Mas o pensamento de que ''cada um é do jeito que é'' e nada, nem ninguém, vai mudar isso, me faz engolir muita coisa. Até um dia em que essas coisas me enchem de agonia e transbordem em meus olhos com uma mistura de ódio e tristeza.
Não é possível ter aprendido tanta coisa sozinha.. sem a orientação de alguém mentalmente sadia.
Tem muita coisa que eu não entendo e sei que é fácil de entender. Mas deixo o momento formar meus conceitos e ajo como se fosse algo infinitamente impossível de se resolver. Isso tudo até alguém conseguir me distrair. É quase que automático, tudo se apaga da minha mente como se nada estivesse acontecido.
Se existe alguém que não guarda rancor, sou eu. Não que eu tenha esquecido.. é que eu deixo dormindo e evito fazer barulho para que esse mostro de agonia acorde.
Eu nunca me entendi completamente. Nem tenho a capacidade de entender as outras pessoas.
Os exemplares de estudo que eu tenho dentro de casa são complexos.
Digamos que o ser humano pra mim ainda é um incógnita...
A vida seria muito mais fácil se não existisse o raciocínio, a razão, o racional..
Que inveja dos animais.. 

0 comentários:

Postar um comentário

Muito bom saber sua opinião, obrigada.

 

Jesuéllem Cardoso Copyright © 2010 Design by Ipietoon Blogger Template Graphic from Enakei